Gazeta Regional
Domingo, 25 de Junho de 2017

Camaquã

Apenas R$ 59 milhões serão destinados a duplicação da BR-116 neste ano

17/02/2017 - 13:03

As obras de duplicação da BR-116 que já andam a passos lentos, devem seguir o mesmo ritmo em 2017. O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit), informou que o Governo Federal destinará apenas R$ 59 milhões para as obras em 2017. O necessário para concluir a duplicação é R$ 600 milhões.

Segundo de Departamento, os recursos deste ano seriam suficientes para concluir as obras apenas no trecho entre Guaíba e Barra do Ribeiro, evidenciando que a Metade Sul do Estado ainda vai esperar muito para ter a duplicação concluída. Além disso, as maiores obras de arte projetadas entre Guaíba e Pelotas nem começaram, como os trevos de Camaquã e São Lourenço do Sul, que terão estruturas de viadutos rotatórios e elevadas, e a ponte do rio Camaquã em Cristal, que nem foi ainda licitada.

Enquanto isso, a rodovia segue cada vez mais afogada. A estimativa é de que 10 milhões de veículos passem pelo trecho por ano. E os acidentes continuam fazendo vítimas, a maior parte deles ocasionados por ultrapassagens, o que seria evitado se a duplicação já estivesse concluída. Em 2016, 13 pessoas morreram no trecho e na semana passada, cinco pessoas morreram em acidente que envolveu sete veículos.

 

Ritmo das obras

O Dnit também informa que, dos nove lotes em que a obra é dividida, cinco estão completamente parados. Onde há obras, o ritmo e muito lento. Há apenas um trecho, de 21 quilômetros, em que as obras têm ritmo mais intenso, em São Lourenço do Sul. A empresa Sultepa retomou os trabalhos de sua responsabilidade, após longo período sem que nada fosse feito, fazendo destes quilômetros os mais atrasados. A construtora parou os trabalhos em dezembro de 2014 quando enfrentou problemas financeiros. Recentemente, a Sultepa anunciou que conseguiu se reorganizar e, como ainda havia orçamento não usado para o lote de sua responsabilidade, retomou os trabalhos.

A duplicação da BR-116 começou em outubro de 2012 e tinha previsão de ser entregue em meados de 2015.

 

Foto: Gazeta Regional


Banner 1
Banner 1
Banner 1